Sambada do Mestre Biu no Dia do Trabalhador

A Sambada do Mestre Biu, um polo de resistência negra na Região Metropolitana do Recife, terá uma edição especial na próxima terça-feira (1º/05) em comemoração ao seu primeiro ano de existência e para celebrar o Dia do Trabalhador. O evento, aberto ao público, vai reunir nomes de peso da cultura popular no Campo do Café, no bairro da Linha do Tiro, a partir das 14h, tendo como um dos destaques o Coco Raízes de Arcoverde.

Além dos shows, a sambada também vai render homenagens a pessoas que contribuíram para a consolidação desse primeiro ciclo, como Aurinha do Coco, do Amaro Branco, que participa da programação. Outro homenageado é Marcos Silva, babalorixá do Centro Espírita Caboclo Canindé e fundador do Coco do Gavião, falecido recentemente.

O festejo recebe ainda o Afoxé Oyá Tokolê Owo, de Dois Unidos, e o Maracatu Nação Encanto da Alegria, atual campeão do grupo especial do Carnaval do Recife, sob o comando do jovem Mestre Felipe Tavares. Outras atrações previstas são Mestre Zeca do Rolete, Afoxé Omim Sabá, Coco do Gavião, Ciranda Sant’Anna, Coco de Zé Neguinho, Charanga do Bié, Coco Chapéu de Palha, Afro Samba Mangue, Menestréis Cantador, Pedagogia do Coco e Pinha Brasil e o Coco Virado.

Serviço:
Aniversário da Sambada do Mestre Biu
1º de maio | 14h
Campo do Café – Terminal da Linha do Tiro (Rua Uriel de Holanda, s/n, Recife)
Gratuito

Fonte: Cultura.PE