Paulo Rafael em apresentação do Aurora Instrumental, na próxima quarta (10/10).

O guitarrista PAULO RAFAEL se apresenta no AURORA INSTRUMENTAL, quarta, dia 10 de outubro, às 19:30, no Teatro Arraial Ariano Suassuna, no Recife antigo.

Acompanhado por Juliano Holanda (violão, guitarra) e Lucas Prazeres (percussão), o músico interpreta temas de seus três álbuns instrumentais e revisita standards brasileiros. Transitando entre o blue e o baião, o rock e o armorial, a música de Paulo Rafael se recicla em formato intimista, sem perder em emoção e intensidade.

Seu álbum mais recente, “Alado” (2010), destila um autêntico blue on the rocks em  “Puro Malte Blues”. A bossa e o samba imprimem sotaque pop pernambucano à “Rua dos Oitis”, tema inspirado nas esquinas boêmias do Rio. Dos álbuns anteriores, “Orange” (1992) e “Vagalume” (1995), o instrumentista revisita “Dunas” e “Arraial do Bom Jesus”, além das faixas-títulos.

As matrizes agrestinas do músico nascido em Caruaru são reprocessadas em três clássicos da canção nordestina: “Assum Preto”, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, “Só Quero um Xodó”, de Dominguinhos e Anastácia, e “Mourão”, peça desenvolvida a partir do folclore pernambucano pelo maestro Guerra-Peixe, indicam o verniz do Brasil profundo nos sons da guitarra de Paulo.

Além de seu trabalho instrumental – cuja apresentação ao vivo mais recente foi no Festival de Inverno de Garanhuns de 2013 -, Paulo Rafael ataca em outras frentes. De volta à ativa, o cultuado Ave Sangria lança álbum de inéditas no final do ano. Na banda Primavera Nos Dentes, o guitarrista revisita o repertório dos Secos & Molhados, ao lado de Charles Gavin e Duda Brack.

Tudo isso em paralelo à atuação como guitarrista da banda de Alceu Valença, com quem toca há mais de 40 anos. Além de imprimir uma marcante assinatura sonora em quase todos os álbuns do cantor, Paulo Rafael já atuou ao lado de Cassia Eller, Gal Costa, Elba Ramalho, Zelia Duncan e Geraldo Azevedo, entre outros. Também produziu trilhas para os filmes “O Baile Perfumado” (Lírio Ferreira e Paulo Caldas), “Patriamada” (Tizuka Yamasaki) e “A Luneta do Tempo” (Alceu Valença).

Aurora Instrumental:

Aurora é o nome da tradicional rua do centro do Recife, paralela ao Rio Capibaribe, e também o endereço do Teatro Arraial, local onde acontecem os 20 espetáculos musicais – 1ª e 2ª temporadas. Portanto, Aurora também é paisagem e geografia do Recife, capital que vai sediar nossa primeira edição. O Aurora Instrumental propõe uma música caracterizada pela diversidade. A renovação integrada com a tradição norteia o evento, a conexão com ritmos e sons da cultura popular é um dos diferenciais da curadoria, que cuidadosamente fez a composição de uma grade que refletisse a força e a pluralidade da música instrumental pernambucana. O Aurora Instrumental busca fortalecer o consumo da música instrumental em Pernambuco, promovendo concertos de alta qualidade técnica e artística. Tem patrocínio do Funcultura (Fundo de Cultura do Estado de Pernambuco).

SERVIÇO:

PAULO RAFAEL NO AURORA INSTRUMENTAL

TEATRO ARRAIAL ARIANO SUASSUNA –  R. da Aurora, 457 – Boa Vista

Telefone(81) 3184-3057

QUARTA, 10 de Outubro – 19:30

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *