10 a 12 de Junho: Festival celebra tradições africanas no Recife

10 a 12 de Junho: Festival celebra tradições africanas no Recife

Festival celebra tradições africanas no Recife

Grupos de coco, maracatu, afoxé, quadrilhas juninas, danças, músicas, comidas, devoção e festa.

 

Ejilá Oxé Oborá – A Fogueira Sagrada do Rei, movimenta a cidade nos dias 10, 11 e 12 de junho, no Córrego do Genipapo, na Roça Oxagiã Oxum Ipondá.

 Mais de cem líderes de terreiros de candomblé são esperados para o evento, que contará ainda com ações de enfrentamento contra as drogas.

A Roça Oxagiã Oxum Ipondá é a responsável por organizar o evento que conta com o apoio de toda a comunidade e também da igreja católica da região, momento único para falar sobre intolerância religiosa e preconceito.

“Ainda é preciso muito trabalho para acabar com a discriminação contra o candomblé. Nesse dia eu vou poder falar para católicos e evangélicos, dentro da própria Roça Oxagiã Oxum Ipondá. Queremos desmistificar e quebrar barreiras.”, afirma o Babalorixá Júnior De Ajagunã.

A oportunidade virá no último dia do evento, quando será realizada dentro da casa de santo uma missa da tradição católica, celebrada pelo Padre Clóvis, em homenagem a São João, que no sincretismo religioso é associado a Xangô.

 O objetivo é fomentar, estimular e, por conseguinte, ampliar, o diálogo inter-religioso e combater o preconceito e a intolerância religiosa, mas também de outras ordens, tais como, raciais, étnicas e sociais.

“Essa união entre o catolicismo e o candomblé é de grande importância para que as pessoas entendam e respeitam o candomblé. Eu estou muito contente e agradecido com a recepção da comunidade que abraçou o festival. Todos respeitam muito nossa casa. A festa vai tomar conta de toda a rua e esperamos receber mais de dez mil pessoas. ”,afirma.

Chegou Xangô

O público poderá conhecer o tradicional toque do Alujá, ao som simultâneo de doze ilus, o atabaque. O toque será realizado durante a programação em todos os dias da festa e fortalece o culto a Xangô.

“Esse é o toque mais forte que existe dentro do candomblé, é um toque para o orixá Xangô. O toque sagrado do grande Rei, tocado por muitas mãos.” , revela o Babalorixá.

O Babalorixá Júnior de Ajuganã não esconde a alegria pela realização do Festival. Ele tem motivos para isso, afinal de contas, já são 27 anos de candomblé.

“Tudo o que eu aprendi foi dentro do Candomblé. Quando fala de Oxaguiã, de Orixalá é falar do ar que respiro. Minha razão de viver. Meu orixá. Pai criador, estamos falando do dono do Axé (Asé).”, conta.

Para quem ainda não conhece, para todas as casas de santo e os adeptos de outras religiões, Pai Júnior, como é mais chamado faz o convite.

“Gostaria de convidar a todos para participar dessa grande festa em homenagem ao Rei Xangô. Independente da religião serão todos bem vindos. Eu desejo em nome de Orixalá, em nome do Rei Xangô a paz, a saúde e a felicidade. Venha ver a fogueira sagrada do grande rei.”

Jorge Arruda lança livro

Na sexta-feira, dia 10, às 14:00  será feito o lançamento do livro de Jorge Arruda  “Oferendas votivas, orixás e encantados comem e dançam”. O autor marcará presença autografando os exemplares. Será realizada ainda a distribuição de livros e um coffe break.

Programação completa

SEXTA – DIA 10/06/16

 ABERTURA OFICIAL

12:00 – Saudação a Xangô: Alujá com 12 ilus, xirê e queima de fogos
14:00 – Lançamento do livro: “Oferendas votivas, orixás e encantados comem e dançam”. Autor: Jorge Arruda (distribuição de livros | seção de autógrafos | coffe break)
18:00 – Alujá para Xangô
18:30 – Tambores de Ògún
19:10 – Afoxé Oyá Tokolê Owo
19:50 – Quadrilha Raízes do Pinho
20:30 – Coco de Catucá.

 SÁBADO – 11/06/16

14:00 – Saudação a Xangô: Alujá com 12 ilus, xirê e queima de fogos
18:00 – Grupo de Coco Raízes
19:00 – Afoxé Oxum Pandá
20:00 – Quadrilha Raio de Sol
20:35 – Afoxé Ilê de Êgbá
21:15 – Maracatu Estrela Brilhante
22:00 – Quadrilha Junina Tradição
22:20 – Mamão do Xambá.

DOMINGO – 12/06/16

12:00  Saudação a Xangô: Alujá com 12 ilus, xirê e queima de fogos
14:00 – Exibição de Documentários
16:00 – Samba Canto Crioulo
17:00 – Missa Campal com Padre Clóvis
18:00 – Queima da Fogueira | Queima de fogos | Homenagem aos Babalorixás, Ialorixás e autoridades
19:00 – Xirê com 12 ilus | saída dos 12 Ministros de Xangô
20:00 – Quadrilha Traque de Massa
20:30 – Afoxé Alafin Oyó
21:10 – Grupo Bongar Xambá
21:50 – Xirê para Oxalá.

Serviço

Ejilá Oxé Oborá – A Fogueira Sagrada do Rei

Data: 10, 11 e 12 de junho

Horário: Sexta – 12:00 às 20:30/ Sábado: 14:00 às 22:20/ Domingo-12:00 às 21:50

Local: Roça Oxagiã Oxum Ipondá  – Rua Três Morros, 35 B- Córrego do Genipapo.

Entrada franca