09 a 18/07: FESTIVAL SOM NA FAIXA É A BOA DO FINAL DE SEMANA, COM SHOWS DE RICARDO VIGININI, FABIOLA BENI, ALESSANDRO PENEZZI E ARNALDO FREITAS

09 a 18/07: FESTIVAL SOM NA FAIXA É A BOA DO FINAL DE SEMANA, COM SHOWS DE RICARDO VIGININI, FABIOLA BENI, ALESSANDRO PENEZZI E ARNALDO FREITAS

Além de shows inéditos com o melhor da música instrumental e moda de viola brasileira, festival traz diversas oficinas gratuitas para participar e curtir de casa.

 

Com um line-up musical de peso, a 4ª edição do Festival Som Na Faixa abre este final de semana, com shows inéditos de artistas do calibre de Ricardo Vignini, Fabiola Beni, Alessandro Penezzi e Arnaldo Freitas.  Além dos shows, o evento que traz os principais nomes da música instrumental, caipira e de viola brasileira, também promove uma série de oficinas gratuitas para o público apreciar e curtir de casa. Tendo impactado mais de 2 milhões de pessoas em suas edições anteriores, o festival ocorre de 09 a 18 de julho, a partir das 19h, com transmissão online para todo o Brasil, através do  Facebook e YouTube da Muda Cultural, realizadora do evento.

A abertura do festival acontece nesta sexta-feira (09), às 19h, com Fabiola Beni, que ao lado de sua viola, promete uma verdadeira imersão nas raízes da música caipira e da MPB, através de seus dedilhados de violão. Cantora, compositora e musicista, Fabiola conta com mais de 10 anos de experiência na bagagem. Seu currículo carrega vivências como a de dividir o palco com as cantoras Nanny SoulIzzy Gordon e Tássia Reis, além de tocar guitarra e cavaco na Groove de Bamba, que já abriu shows para Di Mello e Sandrá de Sá.

 

No sábado (10), às 19h, é a vez da viola de lata de Ricardo Vignini tomar conta do festival. Conhecido por trazer em seu trabalho interpretações para clássicos como Led ZeppelinMetallica e Sepultura, o músico já dividiu o palco com artistas norte-americanos como Bob Brozman e Woody Mann. Natural de São Paulo, o artista é produtor e pesquisador da cultura popular do Sudeste. E, além da carreira solo, integra o grupo de rock rural Matuto Moderno, assim como a dupla Moda de Rock, com Zé Helder.

Alessandro Penezzi e Arnaldo Freitas assumem a programação do domingo (11). Compositor, arranjador, professor e exímio violonista de 6 e 7 cordas, Alessandro, que nasceu em Piracicaba, cresceu no ambiente das rodas de choro e desde cedo teve sua escuta orientada pelo sotaque brasileiro. Além do violão, Penezzi também se expressa muito bem com o bandolim, cavaco, violão tenor e flauta transversal. Já Arnaldo Freitas com sua técnica apurada e interpretação emocionante, é um dos principais violeiros da nova safra da música instrumental brasileira. Arranjos ousados são marca registrada do músico que executa também, obras autorais, mostrando sua versatilidade e influências de outros ritmos e vertentes, como o choro, o flamenco e a música de fronteira. A dupla se apresenta às 19h.

Ao todo, serão seis apresentações, com grandes nomes da cena musical. Toninho Ferragutti, Neymar DiasOsni RibeiroGabriel Souza, Nayra JaineMarina EbbeckeGabriel Souza e Nayra Jaine são alguns dos nomes que completam a programação que ainda conta com apresentação da violeira, violonista, compositora, cantora e apresentadora Adriana Farias.

“Realizar um festival em dois anos pandêmicos, é motivo de orgulho para a Muda Cultural. É a nossa maneira de ajudar o ecossistema da cultura, em tempos tão difíceis. Entre artistas, equipe que trabalhará no local e remotamente, são mais de 60 oportunidades de emprego geradas. E ainda, uma oportunidade de levar espetáculos relevantes ao público.”, afirma Ítalo Azevedo, sócio-diretor da Muda Cultural.

O Som Na Faixa surgiu com propósito de levar entretenimento, arte e cultura para o público quarentenado em casa e incentivar e apoiar talentos da música brasileira, uma das classes mais atingidas por conta da pandemia do Covid-19.

O Som na Faixa conta com o patrocínio da rede Atacadão, e, como apoiador, o site Catraca Livre.

Todo o festival foi previamente gravado em estúdio, respeitando todos os protocolos de saúde estabelecidos pelas autoridades, incluindo testagens dos envolvidos, uso obrigatório de máscaras, álcool em gel, distanciamento e acompanhamento por um técnico de segurança do trabalho.

Sobre a Muda Cultural

A missão da Muda Cultural é qualificar a experiência de vida das pessoas e expandir  suas potencialidades por meio da promoção da arte e da cultura. Há mais de dez anos no mercado, a Muda atua na gestão de investimento social privado e no desenvolvimento de projetos através das leis de incentivo, sendo o elo entre marcas e seus públicos de interesse. Tendo como principal ativo uma extensa rede de colaboradores e parceiros, a Muda oferece uma atuação capaz de transitar entre os universos artísticos, da produção e da gestão cultural, incluindo concepção, curadoria de conteúdos e planejamento.

Programação

 

Sexta-feira, 09/07 – 19h

Fabiola Beni Instrumental

Sábado, 10/07 – 19h

Viola de Lata (Ricardo Vignini) + oficina

Domingo, 11/07 – 19h

Alessandro Penezzi e Arnaldo Freitas

Sexta-feira, 16/07 – 19h

Viola de contrastes (Marina Ebbecke, Gabriel Souza e Nayra Jaine)

Sábado, 17/07 – 19h

Rabiola (Osni Ribeiro Duo)

Domingo, 18/07 – 19hh

Festa na Roça (Neymar Dias e Toninho Ferragutti) + oficina

SERVIÇO:

Ministério do Turismo apresenta Som na Faixa

De sexta (09) a 18 de julho, às 19h

Transmissão gratuita no: Facebook Muda Cultural e Youtube Muda Cultural

Classificação: Livre

Patrocínio: Atacadão

Realização: MUDA CULTURAL

Projeto viabilizado via: Lei Federal de Incentivo à Cultura, com realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal, Pátria Amada Brasil

Site: http://mudacultural.com.br/

Instagram: @mudacultural

Facebook: https://www.facebook.com/mudacultural/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *